Perdido na ilha

Olá, pessoas! Saudades? Pois é, é recíproco!😉
Estou aqui blogando de uma lan house (não, ainda não tenho internet em casa infelizmente…) direto de “Manhattan” (ou da “Ilha de Lost” ou da “Ilha da Fantasia”, ainda não decidi como vou chamar Florianópolis) pra dar os últimos updates da minha patacoada em terras catarinenses.
Cheguei aqui na segunda-feira às 20h, daí então o Alex (o meu amigo que divido o apartamento) me levou pra beira-mar e dar uma voltinha pelo Centro, achei tudo muito bonito e ainda quero desfrutar muito da noite e do mar da ilha em futuras oportunidades.
Mas se tem uma coisa que me deixa nervoso quando eu vou pra lugares diferentes é o sotaque dos nativos (até alguns sotaques gaúchos me irritam às vezes). Aqui eles falam o S mais chiado do que os cariocas (pensei que não fosse possível), o R é arrastado e as letras D e T antes das vogais E e I são pronunciados com a ponta da língua encostada nos dentes. O sotaque dos manezinhos-da-ilha (parece que chamá-los assim os ofende, pretendo descobrir e, se sobreviver, conto pra vocês! ;D) oscila entre o “carioquês”, o “pernambucanês” (parece piada, mas é verdade) e o português castiço.
Aqui tem muita gente bonita e de toda parte do mundo (por exemplo eu que moro com um colombiano), e tô me sentindo em casa por que a gauchada mora aqui em peso!
Ontem fiz uma dinâmica num call-center e passei. Sexta agora levo os documentos, mas como o emprego não é lá essas coisas, estou procurando outros, ou pra conciliar ou pra trocar por coisa melhor. Hoje à tarde tenho outra dinâmica.😀
Por ora está tudo um pouco difícil aqui mas com muita força de vontade batalharei por uma estadia decente na capital catarinense.
Em breve, novidades.
Avraços!

5 pensamentos sobre “Perdido na ilha

  1. Me lembrei de conto que uma vez eu li em que três meninos encontravam uma ilha no meio de um rio, e todo dia depois da aula eles pegavam um barco escondido de um velho pescador e iam pra esta ilha brincar. Eles queriam dar um nome pra ilha, e escolheram nome de bicho, queriam o bicho mais raro e mais belo do mundo, então um deles falou que era o gato pingado, que existiam até uns pingados de ouro, e que se vendessem banana da bananeira do quintal deles podiam comprar um casal pra tirar cria na ilha. Não compraram os gatos, mas ficou a ilha dos gatos pingados. Mas o brinquedo não durou muito, logo uns meninos arruaceiros descobriram a ilha com a ajuda do irmão linguarudo de um deles, e tudo que construíram na ilha foi arruinado. Espero que que o que você construa nesta ilha, não tenha o mesmo destino da ilha dos gatos pingados.😉

    Curtir

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s