“A Revolta do Vinagre”

Brasília_1706

O dia 17 de junho de 2013 entrará para a História do Brasil. Há uma semana, tudo começou em São Paulo onde foram organizados protestos contra o aumento da tarifa de ônibus em R$ 0,20 (e daí então o movimento foi menosprezado pelos “reacinhas” devido ao baixo valor etc), e na sexta-feira (14), ainda na capital paulista, os manifestantes foram massacrados pela violência excessiva da Polícia Militar (mesmo os protestantes gritando “Violência não”, levaram muito spray de pimenta, gás lacrimogêneo e bombas de efeito moral) e, só depois de repórteres serem presos (um deles porque apenas estava portanto vinagre) e feridos é que a mídia – que até então chamava os manifestantes de “vândalos” – acordaram e mudaram de opinião (nem todos, né, Veja?), então o movimento deixou de ser apenas por R$ 0,20 e passou a ser pelo direito democrático à manifestação. No sábado, aconteceu outro protesto em Brasília, pelo gasto bilionário com o Estádio Mané Garrincha (onde a presidente Dilma foi merecidamente vaiada na abertura da Copa das Confederações) e, no domingo, no Rio de Janeiro, no entorno do Maracanã. Ambas as manifestações foram seguidas de mais violência policial (principalmente aos cariocas). E ontem, várias capitais (São Paulo, Rio, Porto Alegre, Brasília, Salvador, Belém e Belo Horizonte) e algumas cidades do interior, milhares de pessoas saíram às ruas para protestar contra o governo, de um modo geral, contra tudo o que está errado no país – como a corrupção, o mau uso do dinheiro público, a alta carga tributária etc – e foi uma das coisas mais lindas que eu já vi na minha vida, gerando fotos como a que ilustra o post. Foi a maior movimentação civil desde o Diretas Já (1985) e o Fora Collor (1992), um marco na História do país. Apesar de terem ocorridos tantos excessos da polícia (como em BH e no Rio) como a de alguns manifestantes (RJ, SP e SP) – pois sempre têm aquelas pessoas que vão com má fé, mesmo nestes casos, infelizmente -, finalmente o povo brasileiro “acordou” e resolveu se voltar contra os governantes, mostrando que não somos bois para sermos maltratados e permanecermos passíveis, e mesmo que o movimento não tenha uma proposta concreta que, de fato, vá mudar algo de imediato no país, me deixou muito orgulhoso, principalmente da juventude, que sempre pareceu alienada e despreocupada com a política e engajamentos sociais.
Que 17/06/2013 não seja só mais um dia de “barulho” e “bagunça” na vida dos brasileiros, mas que esta data seja apenas o começo da mudança que a nossa nação tanto precisa, mesmo que a tarifa não aumente, mesmo que as manifestações pacíficas não sejam transformadas em um guerra, que não nos acomodemos, e que, se for preciso, sejam feitas mais passeatas e muito mais barulho nas ruas até que a mudança venha.
Viva a democracia! Viva a juventude brasileira!

“Todas as grandes mudanças são precedidas pelo caos”
– Deepak Chopra

Agora fiquem com esse emocionante vídeo dos manifestantes em São Paulo cantando o Hino Nacional. De arrepiar!

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s