Sobre a “cura gay”

naoprecisodecura

O Brasil não nos deixa esquecer como ele verdadeiramente é. Um dia após o maior ato popular e democrático dos últimos 20 anos, nosso país dá um passo para trás. E que notícia terrível. Ontem, foi aprovada na Comissão de Direitos Humanos o Projeto de Decreto Legislativo 234/11, apelidado como projeto da “cura gay”.
Primeiramente vou falar do que se trata esse projeto: ele pede a retirada da resolução do Conselho Federal de Psicologia nº 1/99 de 23 de Março de 1999, na qual os psicólogos não podem oferecer tratamento para a homossexualidade ou falar em público que a homossexualidade é um doença.
Apesar desse homem – que eu queria, ah, como eu queria, não falar mais sobre -, o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), dizer que em momento algum cita a palavra “cura” no projeto, é justamente o que ele propõe, permitir que um psicólogo trate de um homossexual como se ele sofresse de uma patologia. Li alguns tweets da Marisa Lobo, a ~psicóloga cristã~ (para, além de coletar a opinião dela, pegar um pouco mais de raiva dessa vadia), e ela defende o projeto por afirmar que muitos homossexuais sofrem e são infelizes com sua condição (sic), e com o tratamento psicológico correto, é possível evitar até suicídios. Ora, eu sei que sim, têm muitos gays que não se aceitam, e sofrem e até se matam por terem nascido assim, mas resolução do CFP de 1999 nunca impediu que um homossexual procurasse um profissional da área para ajudá-lo com os transtornos causados pela rejeição de sua sexualidade. Resumindo, esse projeto apoia sim a “cura gay” e volta a defender que a homossexualidade é uma doença, o que sabemos que não é verdade.
Mas calma, gente, tenho uma notícia boa pra vocês: o CDH aprovando não significa que o projeto já está valendo; ele ainda precisa ser aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes de ser votado no Plenário, e é sabido que nesse meio tempo PROVAVELMENTE ELE NÃO SERÁ APROVADO por terem vários deputados contrários a esse tipo de retrocesso.
Então vamos parar com essa histeria toda, sendo que nem tudo ainda está perdido, e vamos aguardar o desfecho dessa novela antes de vocês pedirem atestado ou aposentadoria por homossexualidade, OK?
Cabem aí protestos bem barulhentos pra gente mostrar que é veemente contra a um descabimento destes até que esse projeto seja novamente votado. Não precisamos de cura! Homossexualidade não é doença, preconceito sim, e a cura pra esse mal é ler muito, seu bando de ignorantes!

PS.: Ah! E outra coisa que eu peço: não tentem ofender o Feliciano chamando de gay, porque assim vocês dão razão a ele que acha que gays são menos que gente e mostram que são iguais a ele. E outra, ele não merece ser gay por nem ser boa gente ele é.

[Atualizado] Fiquem com esse vídeo que mostra que nem todos naquela casa estão cegos:

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s