[Resenha] Círculo de Fogo + Experiência IMAX

Pacific Rim Banner

MELHOR. FILME. DO. ANO.
Efeitos especiais de matar, lutas sensacionais, dramas bem construídos dos personagens principais. Isso é o que você vai encontrar em “Círculo de Fogo”.
Guillermo del Toro, que não vejo um filme em que ele dirige desde de “Hellboy II – O Exército Dourado”, de 2008 (mas ele produziu e roteirizou “O Hobbit”, no ano passado, por exemplo), veio correndo por fora e emplacou esse filmaço (coisa que James Cameron não conseguiu, em 2009, com “Avatar”, mesmo se esforçando bastante). Tá certo que del Toro bebeu – e muito, mesmo não assumindo – na fonte de séries japonesas (como “Ultraman” e, principalmente, no mangá/anime “Evangelion”), que estão no ramo mechas x monstros gigantes há décadas, mas ele se superou e aposto um saquinho de manjubas que esse é o segundo melhor filme de sua carreira (perdendo apenas, pro imbatível e lindo e maravilhoso “O Labirinto do Fauno” ♥).
Gostei muito, mas muito mesmo, dos personagens/atuações de Idris Elba (o Heimdall em “Thor”), Ron Perlman (sim, o “Hellboy” está no filme hahah!) e, principalmente, dos atores Charlie Day e Burn Gorman, que vive a dupla de cientistas Newton e Gottlieb, que são, ao mesmo tempo, o alívio cômico e os gênios da trama, hilários. Não conhecia o Charlie Hunnam, o protagonista Raleigh Becket, mas achei ele a cara do Channing Tatum (“GI Joe”). Por que não contrataram logo ele (risos)? Também gostei da Mako Mori (Rinko Kikuchi). Ah! E Robert Kazinsky, o Warlow de “True Blood”, também está no elenco.

Circulo-de-Fogo
Já tuitei algumas vezes, mas os nomes dos mechas eu achei SENSACIONAIS. “Gipsy Danger” é o dos EUA; “Striker Eureka” é o australiano; “Crimsom Typhoon”, o da China; e “Cherno Alpha”, o da Rússia. “Mas e o Brasil, não tem nenhum?”, já ouvi essa pergunta um par de vezes. Não, cara, são só países que são banhados pelo Oceano Pacífico, por isso o título “Pacific Rim” (e “círculo de fogo” é a região da costa do Pacífico que é rodeada de vulcões). E nos pôsters promocionais do filme, tem o “Coyote Tango”, do Japão, mas não vi no filme esse não. Quem viu?
Resumindo: um filme imperdível. Vá logo ao cinema assistir pra não levar um spoiler na cara a qualquer momento porque vai todo mundo ver, hein?

Título original: “Pacific Rim”.
Ano: 2013.
Direção: Guillermo del Toro.
Elenco: Charlie Hunnam, Idris Elba, Rinko Kikuchi e Ron Perlman.
Duração: 131 min.
Nota do Gilga: 10.

———————————————————————————————————–
Experiência IMAX:

Assisti “Círculo de Fogo” em uma sala IMAX porque no shopping que eu fui era a única opção, paguei mais caro (R$ 30 e sim, isso é bem caro aqui no RS) mas valeu cada centavo! O 3D realmente funciona, tinha momentos em que os kaijus pareciam que iam nos esmagar no cinema hahaha, e os objetos que ficavam bem perto da câmera pareciam estar fora da tela, uma coisa de louco mesmo. A tela é gigante (21m x 12m) e o único lado ruim é que as legendas ficam beeeem embaixo, então em alguns momentos é necessário driblar com o pescoço as cabeças das pessoas sentadas na fileira da frente pra poder lê-la, sem contar que, enquanto elas estão na tela e a ação rolando, tem que ter muito jogo de cintura com os olhos pra não perder nenhum detalhe, é uma maratona e tanto hehe. Então se for um filme daora com bons efeitos especiais, recomendo essa experiência, nem que seja uma vez na vida. Vale a pena.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s