[Resenha] Vingadores: A Era de Ultron

ving2

Três anos de espera, muita expectativa de todos e a sequência de “Os Vingadores” (2012) não foi lá essas coisas. Calma que eu explico.
O filme é até bom. Tem muita ação, drama e humor – elementos que já são consagrados nos filmes do Marvel Studios -, e como blockbuster, o segundo Vingadores funciona, mas a trama tem seus fracos. Confesso que no primeiro 1/3 da película fiquei bem frustrado com as atuações (nem o Downey Jr tava convencendo) e trama (Ultron foi criado em 20 minutos ou menos) forçados, mas muitas cenas que acontecem depois disso até que salvam o filme. Vou tentar me conter nos spoilers, mas muito do que vou citar foi visto nos inúmeros trailers exibidos antes da estreia do filme:
– A luta entre o Hulk e Tony Stark na armadura Caça-Hulk (Hulkbuster) é um dos ápices do filme;
– A trajetória dos gêmeos Maximoff – Wanda (Elisabeth Olsen) e Pietro (Aaron Taylor-Johnson) – é bem interessante;
– A origem do Visão (Paul Bettany) é a melhor coisa do filme todo.
O diretor Joss Whedon conseguiu de novo e deixou que todos os personagens aparecessem na tela com a mesma importância, e até alguns deles conseguiram ficar mais humanos – como os casos de Gavião Arqueiro (Jeremy Renner), Viúva-Negra (Scarlet Johansson) e Bruce Banner (Mark Ruffalo).
Ao final, a nova formação dos Vingadores nos deixa com gostinho de quero mais e me deixa curioso com o que vai acontecer no 3º filme da superequipe e, ainda antes, em “Capitão América: Guerra Civil”, onde o pau vai comer entre os próprios super-heróis.
Tirando erros e acertos, “Vingadores: A Era de Ultron” é uma ótima diversão, e no meu ranking 3, está em 3º lugar (apenas perdendo para “Guardiões da Galáxia” e o primeiro filme dos Vingadores).

Título original: “Avengers – Age of Ultron”.
Ano: 2015.
Diretor: Joss Whedon.
Elenco: Robert Downey Jr., Chris Evans, Chris Hemsworth, Scarlet Johansonn, Mark Ruffalo, James Spader e Paul Betany.
Duração: 142 minutos.
Nota: 7.

Anúncios

Novo teaser trailer legendado de Vingadores 2!

Nesta segunda (15/1) foi lançado o segundo teaser trailer de “Vingadores: A Era de Ultron”. Assista legendado abaixo:

O segundo trailer do filme do Marvel Studios, que estreia no Brasil em 31 de abril deste ano, está um pouco mais sombrio, e com mais ação e poucos diálogos, mostrando o ataque de Ultron (James Spader) aos Vingadores, mais lances da batalha entre Tony Stark (Robert Downey Jr., vestindo a armadura Caça-Hulk) e Hulk (Mark Ruffalo), e mais cenas com Viúva-Negra (Scarlett Johansonn), Thor (Chris Hemsworth) e Feiticeira Escarlate (Elizebeth Olsen).

Faltam um pouco mais de 3 meses agora. Expectativa alta!

Primeiro trailer legendado de “Homem-Formiga”

10906153_860413707355180_5755034997871423886_n

Exibido ontem no canal americano ABC no intervalo da estreia da série “Agent Carter” (ainda preciso assistir para resenhar aqui) o primeiro teaser trailer do filme “Homem-Formiga”. Como é um teaser, portanto não esperem ver muita coisa. Assista abaixo, legendado:

O clima do trailer é bem sério pra um filme da Marvel, até um pouco sombrio demais, o que é de se estranhar, já que tanto o diretor (Peyton Reed, de “Sim Senhor” e “As Apimentadas”) e o protagonista (Paul Rudd, de “O Âncora”, “O Virgem de 40 Anos” etc) são de comédias, mas creio que o mais engraçado vem por aí nos próximos trailers, antes da estreia do longa.
Vemos Henry Pym, o Homem-Formiga original (interpretado por Michael Douglas) incumbindo o ex-presidiário Scott Lang (Rudd), a tomar o “manto” do herói, vemos também de relance a filha de Lang (provavelmente Cassie, que nos quadrinhos foi a heroína Estatura), a Evangeline Lily de peruca, que no filme vive a filha de Pym (com a Janet Van Dyne, a Vespa?) e algumas rápidas cenas de ação, com direito a encolhimento e Scott Lang montando numa formiga voadora. Aeee!
Até aqui está muito bom, mas espero ver mais nos próximos meses. Capricha aí, Marvel Studios!

“Homem-Formiga” estreia em 16 de julho de 2015.

[Resumão] New York Comic Con 2014

Olá, galerinha!
Então, vim trazer algumas novidades surgidas na NYCC 2014, ocorrida entre os dias 9 e 12 de outubro, em Nova York. Separei 7 coisas novas que veremos no cinema, quadrinhos e TV entre o final do ano e 2015. São elas:

Operação Big Hero 6:
Divulgado trailer completo da animação da Disney baseada em personagens da Marvel (já falei sobre ela aqui). Vemos mais sobre a criação do simpático robozão Baymax e os outros personagens aparecem mais, incluindo o vilão da trama. Assista:

Tomorrowland:
Não, não é a rave. É um filme de ficção científica da Disney sobre universos paralelos, com George Clooney no elenco. Achei bem interessante. Assista ao primeiro teaser:

Guardiões da Galáxia (série animada):
Depois do sucesso estrondoso da equipe cósmica nos cinemas (minha resenha aqui), nada mais justo do que fazer um desenho animado com os Guardiões, né? E como a Disney/Marvel não são nada bobas, aqui vai o teaser, bem engraçadinho, da série animada:

Secret Wars:
É a nova saga da Marvel nos quadrinhos, com o nome de uma antiga (o 1º crossover da editora, lançado em 1984). Pela imagem promocional divulgada, vemos uma guerra entre várias realidades alternativas. Parece até “Crise nas Infinitas Terras” da rival DC, mas vamo ver como vai ficar, né. Estou curioso. Sai no primeiro trimestre de 2015.

Clique para ampliar.

Clique para ampliar.

Demolidor (a série):
Em 2015, veremos a 1ª série da Marvel no Netflix, “Daredevil”, e vimos as primeiras imagens da mesma. Temos o ator Charlie Cox como Matt Murdock (ficou “OK”) e depois vestindo um uniforme genérico do Homem sem Medo. Quem olha assim rapidamente, pode pensar que foi baseado naquela versão medonha do herói cego no filme “O Julgamento do Incrível Hulk” (1989), mas na verdade foi inspirado no visual criado pelo desenhista John Romita Jr para a minissérie “O Homem sem Medo” (1993), considerada o “ano um” do Demolidor. Expectativa alta na série, hein.

Daredevil-vert

Powers (série também):
Baseada nas HQs homônimas de Brian Michael Bendis e Michael Avon Oeming, a série conta conta com Sharlto Copley (“Distrito 9” e “Elysium”) no papel principal, Christian Walker, um ex-super-herói que perdeu seus poderes e foi convidado para ser um detetive que investiga casos policiais que envolvem superpoderosos. Não li o quadrinho mas a premissa é ótima, hein. A série vai ser exibida pela PSN (sim, vai dar pra ver pelo seu Playstation). O trailer:

Fantastic Fourever:
A Marvel vai acabar com o Quarteto Fantástico nos quadrinhos. Eles não admitem, mas todos sabem que é por causa do filme (reboot) do Quarteto dos estúdios Fox que vai sair ano que vem, para não “promover” o produto da concorrente. Ora bem, acho de uma tremenda de uma burrada da Casa das Ideias, pois se vai ter um filme novo dos personagens e, provavelmente, como sempre acontece depois de um filme baseado em quadrinhos, que o público conquistado pelo cinema procure as HQs, fazendo com que a editora ganhe dinheiro igual. Mas OK, né.
O arco vai se chamar “Fantastic Fourever” e vai mostrar a equipe Invasores caçando – sabe-se lá porque – Reed Richards.

Fonte: Omelete.

[Resenha] O Espetacular Homem-Aranha 2

OEHA2-banner

Estreou mundialmente neste quinta a continuação do reboot nos cinemas do herói aracnídeo criado em 1962 por Stan Lee e Steve Ditko e protagonizada por Andrew Garfiled, “O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro”, e conseguiu superar e muito o primeiro filme.
A trama tem bastante ação (mais do segundo terço em diante), aquele humor básico na dose certa, muito romance e drama (sim) e muitas reviravoltas na história. Acontece tanta coisa neste filme (culpa dos dois ou três vilões será?) que eu ainda não consegui dizer se ele é bom, ótimo ou excelente (e, pela primeira vez, vou dever uma nota), mas ainda sim altamente recomendado.
Tentando ao máximo não dar spoilers, vou dizer o que eu NÃO gostei em “O Espetacular Homem-Aranha 2”:
– Todas as coisas – TODAS MESMO -, boas ou ruins, que acontecem ao Peter Parker (Garfield) têm origem na Oscorp. Isso me cansa, sabe. Acho muita preguiça dos roteiristas;
– O desfecho de um dos personagens principais. Esperava-se isso (como já aconteceu nas HQs), mas não já neste filme;
– O Rino ficou tosco pra carai;
– Não gostei do jeito que eles nos empurraram goela abaixo a criação do Sexteto Sinistro, sabe. Bom, o grupo de criminosos mais famoso da galeria de vilões do Homem-Aranha não aparece já nesta sequência, mas os elementos estão praticamente todos ali, criados. Obs.: isso não é exatamente um spoiler, pois em várias notícias na internet eles foram citados, inclusive um filme só com eles já foi anunciado. Resta saber como este spin-off vai funcionar com os filmes do Aranha.
Aliás, OEHA2 deixou mais questões do que respostas, tipo “E a Gata Negra, quando que vai vim?”, porque a assessora de Harry Osborn (Dane DeHaan) se chama Felicia (interpretada por Felicity Jones), pois nos quadrinhos, a identidade da ladra felina é Felicia Hardy; Como será que vão introduzir a Mary Jane nos próximos filmes, etc etc.

OEHA2

Enfim, assistam e digam por vocês mesmos se “O Espetacular Homem-Aranha 2” é um filme digno de nota ou não, mas uma coisa é certa: a Sony/Columbia está acertando no quesito blockbuster divertido, pois isso eu garanto que o novo filme do Cabeça de Teia é.

Título original: “The Amazing Spider-Man 2”.
Ano: 2014.
Direção: Marc Webb.
Elenco: Andrew Garfiled, Emma Stone, Jamie Foxx, Sally Field, Chris Cooper.
Duração: 141 minutos.
Nota: ?

[Resenha] Capitão América 2 – O Soldado Invernal

Capitao-America-2-poster-Mondo-03Abr2014_02

Bom, vou me esforçar ao máximo pra resenhar “Capitão América 2 – O Soldado Invernal” sem maiores spoilers. Quero dizer que este filme é SEN.SA.CI.O.NAL. Não só porque sou um marvete frenético – sim, sou mesmo e confesso – mas porque é realmente excelente e, dentro do universo cinematográfico da Marvel, ele tá ACIMA DA MÉDIA. Não é um “Homem de Ferro 2” (Tony Stark pagando de gatão em cima do vilão); não é “Thor 2 – O Mundo Sombrio” (que deveria se chamar “Loki – O Filme”); é simplesmente um dos melhores filmes de super-heróis de todos os tempos. Superou – e muito – o primeiro (que aliás, é paradíssimo, diga-se de passagem). Pra vocês terem uma ideia: é tão bom ou até melhor (dependendo do ponto de vista) do que “Os Vingadores”. Sério mesmo.
Um filme que tem conspiração política, espionagem, traições, que inseriu alguns dos mais notáveis vilões da Marvel nos quadrinhos (inclusive um que estava em “Capitão América – O Primeiro Vingador” e passou praticamente despercebido), que alterou o status quo da SHIELD para sempre, um filme de ação com A maiúsculo (olha o trocadilho). Pensa aí um filme de ação, um que você acha que mais tem ação; te garanto que a ação desse “Carga Explosiva” que você pensou aí não chega nem perto de CA2, e não digo que os números de cenas de ação são muitas (não, o filme não é 100% ação), mas as cenas de ação presentes no filme são frenéticas, eletrizantes, de tirar o fôlego. E esqueça aquele humor descarado dos outros filmes do Marvel Studios, pois o 2º filme do Capitão América é sério, tenso, maduro. Não que ele seja sisudo, longe disso. É uma trama tão grave e ameaçadora que nem sentimos (ou não) falta das piadinhas.
Sem entregar muito, vou explanar um pouco sobre alguns dos personagens/atores da história:
Capitão América (Chris Evans): Está mais soldado/espião do que o super-herói propriamente dito. Steve Rogers teve que sair da sua zona de conforto pra desvendar a ameça que se desenrola por debaixo dos panos na trama. E tô começando a “engolir” o Chris Evans nesse papel tão importante no universo cinematográfico da Marvel…
Nick Fury (Samuel L. Jackson): Teve a maior e melhor participação em todas suas aparições até então.
Viúva-Negra (Scarlett Johansonn): Aqui ela pode fazer de tudo, inclusive o que a personagem sabe melhor: espiã e mortal. E a Scarlett gemendo, gente…♥ Só me fez lembrar de “Ela” hahaha
Falcão (Anthony Mackie): Gostei bastante da maneira como o personagem foi introduzido na história: sutil e convincente. E quero vê-lo nos Vingadores, hein, Joss Whedon!
Soldado Invernal (Sebastian Stan): Apesar de não falar muito, quando ele aparece, o filme dá sempre uma guinada de 180°. E parabéns pelas cenas de lutas, rapazes;
Alexander Pierce (Robert Redford): Apesar de ser um personagem um tanto quanto desconhecido e sem muita importância nos quadrinhos, aqui ele tem um grande destaque. Fiquem de olho nele!
E só acho que a Agente 13 (Emily Vancamp) poderia ter aparecido mais.
Sobre as cenas pós-créditos (sim, são duas, assim como foi em “Thor 2”): apesar de a primeira ser bem provocativa, achei fraquinha a participação dos carinhas lá que não vou contar quem são. E a 2ª é curtinha mas bem interessante.
Enfim, só posso dizer que “Capitão 2” é totalmente excelente e que, se este filme fosse um belo rapaz homossexual, certamente me casaria com ele rsrsrs
Assistam logo!

Título original: “Captain America – The Winter Soldier”.
Ano: 2014.
Direção: Anthony e Joe Russo (vulgos “Irmãos Russo).
Elenco: Chris Evans, Samuel L.Jackson, Scarlett Johanson, Robert Redford.
Duração: 128 min.
Nota do Gilga: 10.
_____________________________________________________
P.S.: Sobre as estreias nos cinemas às quintas no Brasil: hoje foi a 1ª vez que fui numa estreia na quinta-feira, e achei interessante por dois fatores:
1) O preço é o mesmo que durante a semana;
2) Como ainda tem muita gente que não sabe da novidade, a sessão em que fui tava praticamente vazia, então não precisei me preocupar com a lotação da sala. E fui o último a sair da sala, pois o pessoal achou que só tinha UMA cena pós-créditos. Ah, como é bom ser um menino bem informado hehe
Ah! E uma coisa que achei estranha: as estreias não aparecem nos sites dos cinemas (pelo menos os daqui, não). Eu só encontrei os cinemas e horários das sessões nesse aplicativo do Omelete (que aliás, tá de parabéns).

Top 10 filmes de super-heróis

Após assistir a “O Homem de Aço”, tive a ideia de fazer um top 10 com filmes de super-heróis baseados em quadrinhos (mas apenas com os mais bem produzidos, com a onda que começou em 1998 com o filme “Blade”, logo ficarão de fora ótimos representantes da categoria, como os dois primeiros “Superman” com Christopher Reeve e os dois primeiros “Batman”, de Tim Burton), mas pra tentar ser o mais justo possível e não criar a lista apenas com a ordem dos filmes usando a minha preferência, resolvi fazer um sistema de notas (avaliando os quesitos roteiro, elenco, efeitos especiais, diversão e fidelidade aos quadrinhos) e, com a média de cada filme, montar o top 10. E a ordem (decrescente) ficou:

10-kick

[10º] “Kick-Ass” (2010) – Nota: 7,0
Violento e divertido. O que mais chega próximo de “Como seriam os super-heróis da vida real?”.

9-ehm

[9º] “O Espetacular Homem-Aranha” (2012) – Nota: 7,2
O reboot da franquia original do Aranha. Possui elementos mais ou menos fiéis aos quadrinhos, mas meio que desconstruiu o personagem.

8-xm2

[8º] “X-Men 2” (2003) – Nota: 7,3
Como o primeiro filme – dirigido por Brian Synger – é meio pobrão (risos), o 2º conseguiu ser o melhor da trilogia inicial.

7-ha

[7º] “Homem-Aranha” (2002) – Nota: 7,5
O maior sonho concretizado dos fãs do Aranha nos quadrinhos. Impossível bater o primeiro filme, dirigido por Sam Raimi.

6-hdA
[6º] “O Homem de Aço” (2013) – Nota: 7,7
Já fiz a resenha dele, mas, em suma, é divertido, porém pouco fiel ao tradicional Superman.

5-thor
[5º] “Thor” (2011) – Nota: 8,0
Apesar de ser um pouco maçante, é um dos melhores filmes de super-heróis (super mesmo) de todos os tempos!

4-xmpc
[4º] “X-Men – Primeira Classe” (2012) – Nota: 8,2
Apesar de não ter muito a ver com os X-Men originais dos quadrinhos (Xavier irmão da Mística? LOL), é interessantíssimo por ambientar a luta entre os mutantes do bem e do mal em meio a Guerra Fria (amo ficções históricas).

3-ving

[3º] “Os Vingadores” (2012) – Nota: 8,5
É a maior bilheteria de todos os tempos do cinema pra um filme de um super grupo, então meio que os números falam por si próprios. Também temos que dar crédito ao ótimo roteiro, que aproveitou cada personagem dando destaque a todos igualmente.

2-hdf

[2º] “Homem de Ferro” (2008)- Nota: 8,7
Como não ser excelente um filme com um ator que nasceu pra interpretar um personagem que é ele próprio (só que super)?

1-watch

[1º] “Watchmen – O Filme” (2009) – Nota: 8,8
O melhor filme de super-heróis mostrando uma super-equipe de uma maneira diferente de qualquer história de super-heróis (agradeçam a genialidade de Alan Moore). E ainda tem o lance do temor da guerra nuclear e o Dr. Manhattan fodônico.

Guerra dos Reis

A Panini está publicando a minissérie em 6 partes da atual (pelo menos em terras tupiniquins) saga cósmica da Marvel: “Guerra dos Reis”, que mostrará a guerra que acontecerá entre o império shiar, sob o comando de Vulcano (irmão degenerado de Ciclope e Destrutor), e do império kree, regido por Raio Negro, líder dos Inumanos.

Os acontecimentos que precederam a saga: Volcano, para se vingar dos shiars, que no passado mataram sua mãe e o aprisionaram, mata o majestor D’Ken e também o próprio pai, Corsário, líder dos Piratas Siderais, e passa a caçar Lilandra, irmã de D’Ken, e seu irmão Destrutor, atual líder dos renegados. Em contrapartida, Raio Negro, depois de ser capturado, substituído e torturado pelos skrulls como parte do plano de sua invasão secreta em nosso planeta, decide tomar para si o trono do império kree atualmente vazio (após a Aniquilação deflagrada pela raça Falange).

Na edição n°1: Para selar a paz entre os krees e seu povo, decide que Cristalys deve se casar com o regente-interino Ronan, o Acusador. Na festa de casamento, eles são atacados por Vulcano e sua Guarda Imperial e são massacrados, e Destrutor jura vingança.
E também nessa edição, é revelado (finalmente, depois de quase 20 anos acho) a origem dos poderes de Falcão de Aço (herói de segundo terceiro escalão da Marvel), e ele parte direto à guerra que está se armando no espaço.

Muito bom mesmo. Aguardo ansiosamente pelas próximas edições! 😀

Argumentos: Dan Abnett & Andy Lanning (criadores de “Aniquilação” e “Aniquilação² – A Conquista”);
Desenhos: Paul Pelletier (artista de “Exilados”).

Piada do Aranha

O chiste rolou na edição 73 da revista Os Novos Vingadores, da Panini, quando o grupo de Vingadores liderados por Luke Cage viam pela TV a equipe de “heróis” criada pelo vilão Norman Osborn, e que usam a identidade de vingadores conhecidos.
Quando chegou a vez de tentarem descobrir quem era o “Wolverine” dos “Vingadores Sombrios”, o Wolverine original confessa: “Ele é meu filho.”. Todos se espantam, pois até então ninguém sabia da existência de Daken, quando o Homem-Aranha solta a pérola para o Logan: “Você já fez sexo?”
HAHAHAHAHAHAHAHAH…

Dr. Estranho – O Filme

Não é live-action, é uma animação, que só agora consegui assistir. É de 2007.
Trata de mostrar a origem do Mago Supremo da Marvel, Stephen Strange, um cirurgião rico e arrogante que perdeu os movimentos de suas mãos após sofrer um acidente de automóvel, e que, após esgotar todas suas opções e sua fortuna, parte para uma jornada espiritual numa cidadela oculta no Tibet para curar seus corpo e alma.
É mais ou menos assim sua origem nos quadrinhos, mas no filme ela segue por caminhos diferentes às vezes. A história começa com o Dr. Strange presenciando a luta de um grupo de mísiticos (entre eles, Wong e Mordo) contra uma criatura de outra dimensão, sendo que eles estão ocultos dos olhos humanos por um feitiço, e isso acaba chamando a atenção de Wong. Depois que Strange perde o movimento das mãos e de sua fortuna, Wong o ajuda a encontrar O Ancião no Tibet. A partir daí se inicia a árdua jornada de Stephen.
Tem que ter um pouco de paciência pra acompanhar a história por que, dos 73 minutos de duração do filme, leva 50 só pra ele finalmente se tornar o Dr. Estranho, que terá que livrar a terra de uma invasão do poderoso demônio Dormammu.
Com boas doses de terror (me assustei em alguns momentos!) e drama, acho que a Marvel deixando de faturar pois poderiam muito bem fazer um filme live-action na vibe de “Constantine”, ou uma série de TV tipo “Supernatural”. Eu assistiria! (:
Altamente recomendado para os fãs de quadrinhos!
E aqui vai um aperitivo pra deixar com vontade: