[Cinema] Disney/Marvel anuncia 9 filmes até 2019!

Na tarde de hoje (28), o pessoal da Disney/Marvel Studios anunciou 9 filmes até 2019. Serão eles:

Captain-America-3-Civil-War-logo

“Captain America: Civil War” (6 de maio de 2016):
Sim, vai mesmo acontecer! Chris Evans e Robert Downey Jr. subiram ao palco durante o anúncio para promover a notícia. Este é um dos filmes mais esperados pelos fãs, pois vai mostrar “Guerra Civil”, uma das melhores sagas Marvel de todos os tempos!

dr strange
“Doutor Estranho” (4 de novembro de 2016):
Não confirmaram que Benedict Cumberbatch fará o papel-título, mas parece que as negociações com o ator já estão dadas como certa. Será uma vitória e tanto porque ele é um baita atorzão!


“Guardiões da Galáxia 2” (5 de maio de 2017):
Taí filme que tem uma responsabilidade enorme de se igualar ou superar o genial primeiro.

thor

“Thor: Ragnarok”
(julho de 2017):
O 3º filme do Thor vai contar o fim dos deuses de Asgard? Provavelmente.

black panther

“Pantera Negra” (3 de novembro de 2017):
Confirmaram o ator Chadwick Boseman (“James Brown”) como o papel-título, e também a arte conceitual do uniforme do rei de Wakanda.

P Negra

Não ficou FODA??? *–* Ah! E Kevin Feige, o chefão do Marvel Studios, disse que há um easter egg do Pantera no trailer de “Vingadores: A Era de Ultron”. Acredito se tratar do personagem interpretado por Andy Serkis que se parece muito com o Dr. Ulysses Klaw, o vilão Garra Sônica.

cap marvel
“Capitã Marvel” (6 de julho de 2018):
SIMMMM!! A Marvel criou vergonha na cara e vai finalmente lançar um filme de super-heroína! E com a própria Carol Danvers! Só queria saber logo quem vai ser a atriz no papel…

avengers
“Vingadores: Guerra Infinita” (em duas partes: em maio de 2018 e maio de 2019):
Finalmente veremos os Vingadores contra Thanos! E provavelmente com os Guardiões da Galáxia no meio! \o/

inumanos
“Os Inumanos” (2 de novembro de 2018):
Como será, ninguém sabe. Única certeza que tenho é que os Inumanos serão os “mutantes” do Marvel Studios.

Disney/Marvel anunciou essa cacetada de filmes em resposta à Warner/DC, há alguns dias? Sim e não, até porque em algum momento eles teriam que anunciar os novos filmes da Fase 3 do Universo Cinematográfico Marvel, né?

E, lembrando, que antes de “Doutor Estranho”, ainda teremos “Vingadores: A Era de Ultron” e “Homem-Formiga”, em abril e julho de 2015, respectivamente.

Cês acham que eu surtei pouco aqui, é? <o>

Fontes: Judão, Omelete e Newsarama.

Anúncios

Trailer legendado de “Os Vingadores: A Era de Ultron”!

Ontem a internet quase veio abaixo quando vazou uma versão de baixa qualidade do trailer de “Os Vingadores: A Era de Ultron”, que estava marcado apenas para o dia 28/10. Algumas horas após o vazamento, a Marvel Studios divulgou a versão oficial do 1º trailer do filme, que eu trago a vocês em versão legendada:

Nele vemos grande destaque para os gêmeos Mercúrio (Aaron Taylor-Johnson) e Feiticeira Escarlate (Elizabeth Olsen), além de Bruce Banner/Hulk (Mark Ruffalo). Intrigante a cena em que o Gigante Esmeralda enfrenta a armadura Caça-Hulk (Hulkbuster) do Homem-de-Ferro, pois ainda não está claro se o alter ego de Banner apenas perdeu o controle, está sendo controlado por terceiros ou se a armadura em questão está sob o domínio de Ultron, o vilão robótico do filme. O trailer é narrado pelo próprio Ultron (com a voz que dá medo do James Spader), enquanto toca “I’ve Got no Strings”, uma das canções de “Pinocchio”, para mostrar que agora ele não é mais um fantoche. Aliás, o visual dele é bem medonho (no bom sentido), lembrando um pouco “O Exterminador do Futuro”.
O clima do vídeo é bem sombrio e dramático, diferente de tudo o que a Marvel Studios já fez, numa vibe apocalíptica que orna bem com o Ultron dos quadrinhos que quando aparece, sempre é como uma ameaça global com o intuito de destruir a Humanidade.

Ontem também foi divulgado o 1º teaser poster do longa:

Vingadores-2-A-Era-De-Ultron-Cartaz-22Out2014
“Os Vingadores: A Era de Ultron” estreia em maio de 2015.

Trailer legendado de O Espetacular Homem-Aranha 2!

Saiu hoje o 1º trailer de “O Espetacular Homem-Aranha: A Ameaça de Electro” (sim, o título no Brasil ficou gigantesco mesmo) e está bem eletrizante (com o perdão do trocadilho)! Trouxe até vocês a versão legendada:

Temos os novos detalhes do uniforme do Aranha, a “transformação” do Duende Verde, o Rino (sim, de armadura, porque é mais plausível do que uma roupa de rinoceronte colada ao corpo como nos quadrinhos), Harry Osborn (Dane DeHaan) emo, Peter Parker (Andrew Garfield) tentando desvendar os segredos de seu falecido pai, vemos de relance (aos 1:14) os tentáculos do Dr. Octopus e as asas do Abutre, Norman Osborn (Chris Cooper) doente, e a sequência final do trailer com o Electro (Jamie Foxx) jogando raios no Homem-Aranha está de matar!

É, Sony, vocês conseguiram me deixar com mais vontade de assistir esse filme, que, apesar de ter TRÊS vilões (lembram do fracasso do 3º filme do Aranha do Sam Raimi?), parece que vai estar bem bom. Só acho que, se eram pra colocar tantos vilões no mesmo filme, deveriam ter colocado já logo o Sexteto Sinistro. Mas enfim, vamos dar uma chance ao filme e assisti-lo.
“O Espetacular Homem-Aranha 2” estreia em 2 de maio de 2014.

[Resenha] Thor – O Mundo Sombrio

thor_the_dark_world-wide

Talvez tenha sido muito pelo fato de eu ir com a expectativa alta (tenho que aprender a controlar mais isso), ou talvez pelo fato do roteiro ser fraco, mas não curti o 2º filme do Deus do Trovão, “Thor – O Mundo Sombrio”.
É um filme exagerado, com todas aquelas mortes, um roteiro em linha reta… Não curti terem trocado os atores que interpretam Fandral e Hogun, nem a morte de um personagem importante (me segurando para não soltar esse spoiler), tampouco ver a Jane Foster (Natalie Portman) sofrendo pelo Thor (Chris Hemsworth) o final é meio “WTF?”, mas que porra foi essa?
Sim, o filme é divertido. A Marvel Studios apostou de novo na Darcy (Kat Dennings) como o alívio cômico, mas ela não está sozinha, pois vários outros personagens têm seus momentos engraçados (afinal, é a marca registrada™ da Marvel nos cinemas). Gostei do desenrolar de Loki (Tom Hiddleston) na trama, gostei do Christopher Eccleston como o vilão.
Mas a história em si é um porre. Vou resumi-la em uma frase, querem ver? Um vilão milenar que acreditava-se estar morto, retorna à Asgard para reaver uma arma capaz de destruir o Universo, e só Thor, com um estranho aliado, seu irmão Loki, pode detê-lo. É basicamente isso. O primeiro filme é até melhor.

jane-fostered

Daí alguém vem e me diz “Tá, Gilga, então Thor 2 é pior do que Homem de Ferro 3?”, e eu direi “Nossa, mas nunca!”. Até o filme da Elektra é melhor do que HdF3 kkkk Tá bom, vou parar de zoar o terceiro filme do Tony Stark, mas resumindo: se forem ao cinema, levem a expectativa voando baixo, bem baixinho, pra ela não aparecer no radar, pois do contrário, cês vão se arrepender.
Título original: “Thor: The Dark World”.
Ano: 2013.
Direção: Alan Taylor.
Elenco: Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tom Hiddleston, Stellan Skarsgård, Anthony Hopkins.
Duração: 112 min.
Nota do Gilga: 7.

[Primeiras Impressões] Agents of SHIELD

AGENTS

Estreou ontem no canal americano ABC a série “Agents of SHIELD”, ambientada no universo cinematográfico da Marvel Studios e desenvolvida pelo próprio Joss Whedon (o diretor de “Os Vingadores” e, que não estava à frente de uma série de TV desde “Dollhouse”, em 2010).
Com Clark Gregg e a participação de Colbie Smulders, o primeiro episódio mostra o agente Coulson (que não morreu no filme dos Vingadores e isso é explicado) montando uma equipe para investigar e procurar um superpoderoso que foi visto salvando uma mulher da explosão de um apartamento, e acabam se envolvendo numa trama ainda maior, que inclusive tem ligação com coisas vistas nos dos filmes do Homem de Ferro e Capitão América. E ainda temos a aparição de um item da SHIELD muito peculiar… Eu particularmente gostei muito da ideia do “ônibus”, um avião negro e cheio de tecnologias. E dos personagens, a minha favorita, até o momento, é a Melinda May (Ming-Na Wen), que é especialista em combates desarmados.
A série tem aquele humor típico dos filmes da Marvel Studios e muita ação, pouco vista em outras, e tudo isso recheado de referências aos filmes dos Vingadores (tantos os “solo” quanto os da equipe), tornando a série empolgante. E o final tem um cliffhanger que me deixou com muita vontade de assistir os episódios seguintes!
Espero que eles mantenham a qualidade, mas tô levando fé nessa nova empreitada da Marvel Studios, tendo em consideração o trabalho bem feito já mostrado nos cinemas. E que venham mais episódios!

———————————————————————————————————-
E aproveitando o assunto, vocês já viram o teaser trailer de “Vingadores – A Era de Ultron” (“Vingadores 2” pros leigos), aquele mesmo mostrado na Comic Con, em junho, em HD? Não mostra muita coisa (e claro, porque nem começaram a filmá-lo) mas é bom pra dar uma ideia de como vai ser o visual de Ultron, o vilão da trama. Assista:

50 anos de Vingadores

avengers1-x

Em 10 de setembro de 1963 chegava às bancas ianques “Avengers #1”, o gibi que reunia, em uma superequipe de cinco integrantes, que já haviam estreado em outro títulos da Marvel: Homem de Ferro (das páginas de “Tales of Suspense”), Thor (“Journey into Mistery”), Hulk (que já possuía título próprio no ano anterior, “The Incredible Hulk”) Homem-Formiga e Vespa (ambos em “Tales to Astonish”). Trazida à vida pelas lendárias mãos de Stan Lee e Jack Kirby, a equipe de heróis foi criada como em resposta à Liga da Justiça, da concorrente DC Comics, e trazia uma trama que colocava o Hulk em rota de colisão com os outros quatro superseres como parte de um plano do ardiloso Loki, deus nórdico da trapaça, para vingar-se de seu meio-irmão Thor. Obviamente os heróis descobriram o plano do vilão e se uniram para detê-lo.
Já na 4ª edição da revista, os Vingadores (agora sem o Hulk, que saiu devido ao seu tão conhecido humor instável) encontraram acidentalmente (enquanto perseguiam Namor, o Príncipe Submarino), congelado no Ártico, o Capitão América, o herói da Segunda Guerra Mundial, que se uniu à equipe e tornou-se o líder mais famoso, não só dos Vingadores, mas como de todos os heróis da Marvel.
O supergrupo teve pelo menos uma centena de membros engrossando suas fileiras durante estas cinco décadas, tais como Homem-Aranha, Wolverine, Miss Marvel (atualmente “Capitã Marvel”), Hércules, Fera, Mulher-Hulk, Demolidor e até Sr. Fantástico, Mulher-Invisível e Coisa, do Quarteto Fantástico.
Vou citar 5 grandes momentos da equipe, um em cada década:

avengers24

Anos 60
Claro que o grande momento da equipe só poderia ser a origem da mesma, mas não serei tão óbvio assim e vou escolher a “Gangue do Capitão” como o momento marcante da década dos Beatles. Por motivos pessoais, os membros fundadores Homem de Ferro, Thor, Vespa e Homem-Formiga (agora “Gigante”, apenas um dos tantos codinomes adotados pelo cientista Hank Pym) deixaram a equipe, e o Capitão América resolve montar uma nova versão dos Vingadores só com ex-criminosos que estavam tentando se regenerar. Eram eles: Gavião Arqueiro (foi um vilão nas histórias do Ferroso), Feiticeira Escarlate e Mercúrio (ex-membros da Irmandade de Mutantes, inimigos dos X-Men). Por esse motivo essa formação era chamada de “gangue” pela imprensa.

21116-3227-23546-1-kree-skrull-war-star

Anos 70
A “Guerra Kree-Skrull” foi um dos maiores momentos dos Vingadores, quando a equipe vai para o espaço para tentar evitar a guerra entre as duas famosas raças alienígenas, com a ajuda do Capitão Marvel. Nesta mesma época se iniciou o romance entre Feiticeira Escarlate e o sintozóide (andróide com sentimentos) Visão.

WestCoastAvengersVol243VisionQ

Anos 80
Uma segunda equipe foi concebida por Roger Stern e Bob Hall, os Vingadores da Costa Oeste, sediada na Califórnia. A equipe contava com Gavião Arqueiro (líder), Homem de Ferro (usando a clássica armadura Centurião de Prata), Magnum, Tigresa e Harpia. Uma das melhores fases dessa versão foi na passagem do talentoso roteirista e desenhista John Byrne, e posteriormente Visão e Feiticeira Escarlate ingressaram na equipe, entre outros.

bloodlines

Anos 90
A saga “Operação Tempestade Galática” foi ótima, mas como era uma nova guerra envolvendo os Krees (agora contra os Shiars), não vou escolhê-la, nem tampouco “Heróis Renascem” (pelas mãos do Rob “Lixo” Liefeld, pior desenhista-vilão), vou ficar com o excelente crossover da equipe com os X-Men em Genosha, na saga “Laços de Família”, quando um dos ex-acólitos de Magneto sequestra Luna, neta do Mestre do Magnetismo e que é filha dos vingadores Mercúrio e Cristalys, forçando uma excepcional aliança entre as duas equipes.

new-avengers_super

Anos 2000
Sem sombra de dúvidas, “New Avengers”, em 2005. Esse título é um divisor de águas do supergrupo, que colocou os Vingadores em evidência. Pelas mãos dos talentosos Brian Michael Bendis e David Finch, essa encarnação da equipe foi reunida pelo Capitão América após “Vingadores: A Queda” (quando a Feiticeira enlouquece e mata metade da equipe, e o grupo desmantelou-se depois) tinha os heróis Homem de Ferro, Luke Cage, Sentinela, Ronin – e, a grande sacada do Bendis – Homem-Aranha, Wolverine e Mulher-Aranha. O título repetia a fórmula da equipe original, quando grandes sucessos de outros títulos ingressaram nos Vingadores. E como não citar também a saga “Guerra Civil” (2006), que mudou os heróis Mavel para sempre?

Avengers_vs._X-Men_Vol_1_1

Anos 2010
“Vingadores vs X-Men”. Fenomenal! E está saindo atualmente pela Editora Panini aqui no Brasil. As duas grandes equipes da Casa das Ideias entram em conflito por causa de Esperança Summers e a Força Fênix.

—-> E lembrando, já que os mutantes foram mais uma vez citados aqui, que 2013 também é comemorado os 50 anos de X-Men. Não podemos esquecer.

Também é importante citar Os Supremos (The Ultimates), a versão alternativa dos Vingadores do Universo Ultimate, uma encarnação mais sisuda e violenta dos Heróis Mais Poderosos da Terra (eu não curto muito essa versão um pouco por isso). Nesse título, a equipe foi criada pela SHIELD e trabalham para o governo (como a original também já, mas nem sempre foi assim). É aqui que Nick Fury é um negão careca.

Vamos falar dos Vingadores, agora em outras mídias?

snes-tela-abertura

Videogames:
Um clássico dos clássicos é “Captain America & The Avengers” (1991, Data East), para SNES e arcade, um difícil jogo de fase onde você pode escolher entre Capitão America, Homem de Ferro, Gavião Arqueiro ou Visão. É tosco, mas legal.
Apesar de não ser apenas com os Vingadores (mas todos os heróis jogáveis foram ou seriam membros da equipe), “Marvel Super Heroes: War of the Gems” (1996, Capcom), o jogo de fase para SNES mostrava a saga “Desafio Infinito”, e é possível escolher entre Capitão América, Homem-Aranha, Wolverine, Hulk e Homem de Ferro, e enfrentar o vilão Thanos.
Também posso citar os games de luta “Marvel Super-Heroes” (1996), Marvel Super Heroes vs. Street Fighter (1997) e “Marvel vs Capcom” 1 (1999), 2 (2000) e 3 (2011), todas da Capcom.

Avengers-avengers-earths-mightiest-heroes-17754058-600-334

Desenhos animados:
Deixando de lado os “desenhos desanimados Hanna-Barbera” de Capitão América, Homem de Ferro e Hulk, temos “Avengers: United They Stand” (1999-2000) que tentou inovar ao trazer uma equipe com vingadores que nunca tiveram desenhos (eram eles: Hank Pym, Vespa, Falcão, Visão, Feiticeira Escarlate, Magnum e Tigresa) e que, por este motivo, não fez sucesso e a série só teve 13 episódios; o interessantíssimo porém infelizmente cancelado na 2ª temporada “Avengers: Earth’s Mightiest Heroes” (2010-2012), que tinha a formação original da equipe das HQs e era muito fiel aos quadrinhos, mas a Marvel Studios decidiu cancelar a série para criar “Avengers Assemble” (2013), um novo desenho com uma formação mais parecida com a do filme, pra atrair o público que conhece os Vingadores dos cinemas (a mesma jogada de sempre, aff!). Vi os 3 primeiros episódios e achei um saco. Mas enfim.

filme

Filmes:
Depois de cinco filmes para preparar território (dois do Hulk, dois do Homem de Ferro, um do Thor e um do Capitão America), “Os Vingadores” (2012) foi um sucesso estrondoso e uma das maiores bilheterias do cinema. E o segundo filme, “Avengers: Age of Ultron”, estreia em maio de 2015, e a grande novidade será a aparição dos jovens Mercúrio (Aaron Taylor-Johnson) e Feiticeira Escarlate (atriz ainda não definida). Expectativas!

Concluindo: eu iniciei fanboyzice por quadrinhos de super-heróis (basicamente Marvel) há exatos 20 anos, e desde lá os meus favoritos foram por muito tempo os X-Men, porém, a partir de Os Novos Vingadores (citado anteriormente), o meu apreço pela equipe do Capitão América foi aumentando ao ponto de ser a minha revista favorita. Desculpaí, X-Men e sociedade!

Então aqui fica meus parabéns ao cinquentenário da equipe e não se esqueçam: AVANTE, VINGADORES!

[ATUALIZAÇÃO] A Marvel está lançando uma série de capas comemoritvas. Vejam estas feitas pelo desenhista John Cassaday e estas que formam um gigante e lindo painel com quase todos os Vingadores, por Daniel Acuña.

[Resenhas] Demolidor nº1 e Kingdom Hearts em mangá

capa-DEMOLIDOR-1

A Panini Comics lançou em um encadernado as 6 primeiras edições da nova série do Demolidor pós-Terra das Sombras, com roteiros de Mark Waid (“O Reino do Amanhã”, “Capitão América”) e desenhos de Paolo Rivera (“Homem-Aranha”).
A série venceu o Prêmio Eisner (o Oscar dos quadrinhos™) de melhor série e melhor escritor em 2012, justamente na inovação que ela trouxe, primeiramente pelas excelentes histórias (o que se pode apenas nas seis primeiras edições) e também em como os criadores foram criativos em ilustrar o funcionamento dos poderes de Matt Murdock, fazendo com o que o leitor “enxergue” como o herói enxerga com seu super-radar, e como todos os detalhes de uma cena não passam despercebidas por ele, conforme esta página dupla. Demais!
É a melhor série do Demolidor que leio deste a fase de Frank Miller nos anos 80 e umas das melhores HQs que li neste ano. Recomendo!

Título original: “Daredevil”.
Ano: 2011-2012.
Autores: Mark Waid, Paolo Rivera, Marcos Martin e Joe Rivera.
Editora: Panini Comics.
Lançamento: Junho/2012.
148 páginas
Nota do Gilga: 9,5.
______________________________________________________________________

KingdomHearts1-4

Apesar de ainda não ter conseguido adquirir a edição nº1 (esgotou por onde foi distribuído – alô, Editora Abril!), li edições 2, 3 e 4 do mangá de Kingadom Hearts, e o material é simplesmente belíssimo. O roteiro peca por ser infantil demais, mas a arte do artista Shiro Amano (roteirista e desenhista) salva o mangá inteiro. Como não se emocionar com o mangá baseado em uma das mais sensacionais séries de RPG de todos os tempos, com o genial crossover entre personagens da Disney com os de Final Fantasy?
Apesar de o material não ser lá bonito (não temos as páginas coloridas do material original) e do preço estar salgadinho, recomendo o mangá pelo conjunto da obra, principalmente se você já é fã do game. E o mais legal de tudo: a Abril vai lançar mais duas séries de KH. Mal posso esperar!

Título original: “Kingdom Hearts”.
Ano: 2003-2005.
Autor: Shiro Amano.
Editora: Abril.
Lançamento: Maio/2012 – Agosto/2012.
Varia de edição para edição – 4 edições.
Nota do Gilga: 8.

[Resenha] Os Últimos Dias de Krypton

ultimos-dias

Depois de receber a dica da Rapha Quarterone, comprei o livro “Os Últimos Dias de Krypton” e o li em 24 dias (e não foi o mais rápido que eu pudia). A ideia do autor, Kevin J. Anderson (roteirista de séries como “Arquivo X”, “Duna” etc), e de seus idealizadores, era de contar a história, como sugere o título, dos últimos dias do planeta Krypton, antes de sua fatídica destruição, algo que não foi plenamente explorado nos quadrinhos.
Na trama, somos apresentados ao cotidiano de Jor-El (pros leigos, o pai do Superman), o mais brilhante cientista kryptoniano,à jovem artista e historiadora Lara, e como eles acabam se apaixonando. Ainda vemos toda a trajetória de Zod, um dos mais excelentes antagonistas de todos os tempos, um verdadeiro gênio (do mal, mas mesmo assim genial), que antes de se tornar um “general” era comissário da cidade de Kandor e trabalhava, a contragosto, para o Conselho de Krytpon, que governava o planeta de forma inflexível e sempre temendo que os kryptonianos se desenvolvessem tecnologicamente de forma que pudessem entrar em contato com outras formas de vida no Universo. O legal é que o planeta tem toda uma história, de o porque os kryptonianos temerem vida extraterrestre, e foi criada toda uma mitologia histórica para dar base aos personagens. Ainda conhecemos Zor-El, irmão de Jor-El, que era prefeito de Argo City, casado com Alura e também um notável cientista especializado em inventos tecnológicos e o melhor geólogo.
O interessante foi saber que Krypton estava completamente condenado, e havia pelo menos TRÊS maneiras de o planeta-natal do Superman ser destruído, ou seja, eles estavam fodidos de qualquer forma.
“Os Últimos Dias de Krytpon” foi o livro que eu mais me emocionei e me excitei (no bom sentido) com tantas reviravoltas existentes na trama. A genialidade de Jor-El (sensacional vê-lo descobrir acidentalmente a Zona Fantasma no primeiro capítulo), a ambição que levou Zod ao poder e à ruína, a origem de Brainiac e o “engarrafamento” de Kandor, a guerra civil que dividiu os kryptonianos, e por fim como o recém nascido bebê de Jor-El e Lara foi enviado à Terra. Todo fã de Superman que se preze DEVE ler esse fantástico livro! E aproveitem que ele tá bem baratinho na internet.

Título original: “The last days of Krypton”.
Ano: 2013.
Autor: Kevin J. Anderson.
Editora: Fantasy Casa da Palavra.
466 páginas
Nota do Gilga: 10.

[Resenha] Wolverine – Imortal

wolverine-post

E a Fox conseguiu salvar a franquia do Logan com esse filme, que foi a surpresa do ano. Não que “Wolverine – Imortal” seja perfeito. Está longe disso, mas como entretenimento e reavivamento da saga do mutante com esqueleto de adamantium, funcionou muito bem!
Posso dizer que a história, baseada parcialmente na mini “Eu, Wolverine” (da dupla Chris Claremont e Frank Miller de, 1982), ambientada no Japão, foi uma sacada e tanto. A Terra do Sol Nascente é a locação mais maneira pra um filme de super-heróis, onde temos muita tradição, senso de honra apurado, ninjas, neve, miscelânea cultural (o antigo misturado com as novidades tecnológicas), acrescidos com a ficção científica dos poderes mutantes, deixou a trama divertidíssima. As cenas de ação – onde a explosão nuclear em Nagasaki, a confusão no funeral e a perseguição no trem-bala são as minhas favoritas – são eletrizantes. Só não curti que as personagens Yukio e Víbora têm poderes no filme, mas para uma adaptação é algo compreensível (para a Víbora até faz muito sentido na história). E o 3D não mudou nada, portanto não faça questão de pagar mais caro por esse formato.

wi2

Neste filme vimos um Wolverine fragilizado, sofrendo, primeiramente com o desfecho de “X-Men – O Confronto Final” (2006), e depois, com o desespero em ver seus poderes falhando. Só acho que ele deveria ter levado os X-Men com ele pro Japão. Hahaha!
Resumindo e evitando spoilers: o novo filme do Wolverine, do qual não esperávamos muito depois da bomba chamada “X-Men Origens: Wolverine” (2009), surpreende bastante, nos instiga e cumpre com a sua função de espetáculo, portanto, recomendadíssimo.
Quanto à cena pós-créditos… bem, ela fala por si só.
Assistam!

Título original: “The Wolverine”.
Ano: 2013.
Direção: James Mangold.
Elenco: Hugh Jackman, Famke Jansen, Hiroyuki Sanada, Tao Okamoto, Rila Fukushima, Svetlana Khodchenkova.
Duração: 126 minutos.
Nota do Gilga: 8,5.

wi3

P.S.: A tabela periódica prevaleceu no cinema em 2013: Homem de adamantium >>> Homem de Aço >>> Homem de Ferro.

[O que vem por aí] Filmes Marvel

Depois da San Diego Comic-Con 2013 (ocorrida entre os dias 17 e 21 de julho), pipocaram notícias no universo pop em geral, então resolvi fazer esse post para centralizar as novidades referentes aos filmes dos heróis Marvel. Vamos lá?

gd-capitao2

“Capitão América 2” (espero que fique assim e não “Capitão América – O Primeiro Vingador Retorna”), filme que estreia em 11 de abril de 2014, recebeu a importante “missão” de ligar os eventos de “Os Vingadores” e o segundo filme da superequipe (falo sobre este mais abaixo), então ele deverá ser mais foda do que esperávamos que fosse, fazendo-nos acreditar que a segunda aventura solo do Capitão será o mais importante filme relacionado aos Vingadores, e não “Thor – O Mundo Sombrio” (que estreia em novembro), como pensamos que fosse. Não foi explicado como isso acontecerá, só sabemos até então que Steve Rogers (Chris Evans) terá a companhia de Viúva-Negra (Scarlet Johansson) e Falcão (Anthony Mackie), e enfrentará o Soldado Invernal (Sebastian Stan), seu ex-parceiro Bucky. O elenco ainda conta com a participação de Robert Redford que viverá o novo líder da SHIELD.

gd-xmdfp

“X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” estreia em 23 de maio de 2014 e reunirá os elencos de “X-Men: Primeira Classe” (2011) e o da trilogia original (2000, 2003 e 2006), numa aventura que envolve uma viagem no tempo. Terá o Wolverine (Hugh Jackman) dos dias atuais se encontrando com a equipe do jovem Xavier (James McAvoy) para tentar salvar a raça mutante. Também teremos os robôs caçadores de mutantes Sentinelas, criados por Bolívar Trask (Peter Dinklage, o anão de “Game of Thrones”) e mutantes inéditos, como Bishop (Omar Sy) e Mercúrio (Evan Peters) – personagem esse que também estará em “Vingadores 2”. Esse filme também marca a volta do diretor Brian Synger à franquia mutante da Fox.

gd-guardioes

“Guardiões da Galáxia” talvez tenha sido o filme do qual mais obtivemos novas informações. Depois de sabermos que Zoe Saldana será Gamora e que Karen Gillan (que apareceu com a cabeça raspada, mostrando como uma atriz deve se entregar ao papel, viu, Marina Ruy Barbosa?) será a vilã Nebulosa, foi confirmado que Benicio Del Toro será O Colecionador, outro vilão cósmico da Marvel. Ainda não foi confirmado, mas “The Rock” possivelmente participará deste filme encarnando Thanos (o vilão do final do primeiro filme dos Vingadores). O filme estreia em agosto de 2014.

gd-vingadores2

O segundo filme da franquia dos Vingadores recebeu o título “Avengers – Age of Ultron”, o que descarta Thanos como a possível ameaça à equipe, e o vilão da vez será o maligno robô Ultron. O filme não será uma adaptação nos cinemas da atual fase dos quadrinhos Marvel “Age of Ultron”, mas sim um conto diferente sobre o poderoso autômato, afirmou o diretor Joss Whedon. Depois de sabermos que a trama terá a aparição dos personagens Feiticeira Escarlate (atriz ainda não escolhida) e de seu irmão Mercúrio (Aaron Taylor-Johnson), foi confirmado de que o Agente Coulson (Clark Gregg) não estará no filme (apenas no seriado “Agents of SHIELD” que estreia em 24 de setembro próximo). A história será mais global do que a do anterior e não se concentrará apenas nos EUA, e o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) terá mais destaque, e ainda sabemos que Hank Pym, o vingador que criou Ultron, não estará neste filme.

gd-hformiga

Falando nisso, e pra completar, sobre o filme “Homem-Formiga”, que estreia em 6 de Novembro de 2015, o diretor Edgar Wright (“Scott Pilgrim contra o Mundo”) confirmou em entrevista que a trama terá Hank Pym, o Homem-Formiga original, e não Scott Lang, o outro Homem-Formiga. Ou possivelmente os dois personagens. Será que o filme mostrará a origem do Ultron, mesmo o filme do herói diminuto estreando depois de “Os Vingadores 2”? Só o tempo dirá.

Neste ano, a Marvel tratou de não deixar que os vídeos exclusivos exibidos durante a SDCC vazassem na web, logo não veremos os trailers e teasers tão cedo por aí. Uma pena. Mas continuemos na expectativa pelos vindouros filmes!

Fontes: Omelete e Judão.